Especial LEDs – Por que usar os LEDs?

Todos nós já temos visto os LEDs antes. Eles estão em tudo quanto é canto na nossa sociedade e em todos os tipos de tecnologias modernas. Mas porque utilizar em aquários?

Até os tempos atuais, era impossível o uso dos LEDs de forma eficiente para a iluminação de um tanque. Além de muito caro, eles não possuiam uma capacidade suficiente para atender as necessidades para iluminação. Mas ultimamente, com os grandes avanços na área dos LEDs de alta potência, isso está sendo possível. Agora, o que faz com que os LEDs de alta potência serem diferentes de todos os outros que nos encontramos nos equipamentos eletrônicos?

A primeira coisa mais óbvia é a quantidade de energia utilizada. Tipicamente LEDs de alta potência são encontrados em tudo quanto é canto, de 1 watt a 3 watts, onde um LED de 5mm possui 1/4 watt ou menos (LEDs de 8mm, 10mm e Superflux podem alcançar 1/2w). Além dessa alta potência, uma alta intensidade no brilho é notada, e também um notável aquecimento. Esse aumento no brilho é um fator importantíssimo para promover uma penetração da luz de forma favorável na água. Outra vantagem é eles podem gerar maior quantidade de iluminação quando sob uma angulação maior (mais larga). Essa é uma vantagem muito clara quando comparados aos LEDs menores, que necessitam de diminuir esse ângulo para gerar o brilho satisfatório e por serem tão estreitos acabam criando um efeito de holofote na área. Apesar dos LEDs de alta potência mais novos ainda estarem atrás das HQIs e T5 em termos de eficiência, eles possuem a capacidade de produzir uma maior quantidade de luz (lumens) na mesma voltagem.

Mas produzindo luz, lumens no caso, não é apenas o que os LEDs possibilitam. O grande “trunfo” é a habilidade de se produzir mais PAR ( Photosynthetic Active Radiation ou “abrasileirando”: Ratiação fotossintética ativa) por watt do que a maioria das outras formas de iluminação. Para aqueles que não conhecem, PAR é uma unidade de medida da quantidade de luz que chega em uma determinada área ativando assim uma atividade fotossintética. A curva está compreendida entre 400-700nm, não considerando luz UV e IR (ultra-violeta e infra0vermelha). Basicamente isso significa que uma maior quantidade de PAR promoverá um maior desenvolvimento de corais fotossintetizantes. Por isso, os LEDs não necessitam de produzir uma maior quantidade de lumens do que as outras formas de iluminação para atingir o mesmo potencial de desenvolvimento. Isso também significa que uma menor quantidade de energia será necessária.

A outra excelente vantagem é o calor. Agora, não estou querendo dizer que os LEDs não emitem calor, e sim uma quantidade muito menor. O que os torna diferentes das outras fontes é a forma como acontece esse aquecimento. Na grande maioria das lâmpadas, o aquecimento é emitido pelo bulbo sob a forma de luz infra-vermelha. Nos LEDs não há emissão de luz infra-vermelha e não irá tranferir calor para o aquário como nas HQIs. O calor gerado vêm de trás do LED e normalmente eles são montados em placas dissipadoras de calor para um melhor controle e liberação desse calor para o ar. Com um menor aquecimento no tanque em muitos casos acabam dispensando a necessidade de chillers e ventiladores economizando assim dinheiro.

Os LEDs também podem economizar dinheiro a longo prazo através da eliminação das substituições de lâmpadas. A maioria dos LEDs de alta potência possui uma vira útil de 50.000 horas antes da luz cair a sua taxa (70%). Numa situação onde há um uso diário de 10 horas, esses LEDs terão uma vida útil de 13 anos! O preço pela montagem é um pouco maior mas o sistema vai se pagando ao longo dos primeiros anos através da economia na energia e sua durabilidade.

Outro benefício dos LEDs é o fato da possibilidade do controle do dimmer (acendimento gradativo da intensidade da luz). Já imaginou seu aquário alternar a temperatura de cor gradualmente por exemplo, de 6500k para 20.000k? Muito legal! Apesar desse recurso estar disponível nas T5 ultimamente, são caros. O controle dos LEDs é uma tarefa muito fácil quando comparados com outros sistemas.

Como você pode ver, existem diversas vantagens com o uso dos LEDs para iluminar um aquário. A sua montagem será cara mas com o tempo estará economizando bastante dinheiro através da diminuição do aquecimento e menor energia (menos equipamento, remoção do chiller, etc.), excelente periodo de vida útil dos LEDs (não havendo necessidade de trocas anuais ou ate mesmo semestrais das lâmpadas).

Então, o que você está esperando?

Tradução e adaptação: Denis Costa

Fonte:Nano-Reef, Reef Builders.

Sobre Denis Costa
Aquarismo Bahia & Sergipe - Forum de Aquarismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: