Sistemas de filtragem

A filtragem de um aquário se objetiva a eliminar parte das substancias nocivas e indesejáveis de um sistema. É possível conservar peixes vivos por um certo tempo em um pouco de água sem qualquer ajuda tecnológica, mas as condições de vida dos peixes serão muito más. Por isso todo aquário deve ser equipado corretamente. Existe uma enorme diferença entre viver e sobreviver, portanto lembre sempre desse ditado.

É vital que a água do aquário circule, para que se liberte de impurezas e esteja biologicamente depurada. Para fazer isso, é utilizada uma bomba de água, que força a movimentação da água através de elementos filtrantes. A filtragem se divide em diversas etapas:

  • Filtragem biológica, realizada por bactérias aeróbias que convertem a amônia produzida pelos peixes em nitritos e estes em nitratos. Tal processo é conhecido por ciclo do nitrogênio e será o assunto do próximo tutorial.
  • Filtragem mecânica, realizada por esponjas, mantas ou outros elementos filtrantes que retém partículas sólidas da água.
  • Filtragem química, realizada por carvão ativado ou resinas específicas, têm o objetivo de remover substâncias tóxicas da água como o cloro, os metais pesados entre outros. Pode ser usada para remover também compostos nitrogenados como a amônia, os nitritos e os nitratos.
  • Filtragem com lâmpada de ultra-violeta, tem por objetivo esterelizar a água, eliminando certos microorganismos indesejáveis como algumas algas microscópicas, fungos e protozoários.

A mistura da água tem também uma função oxigenadora possibilitando uma melhor mistura e permite recriar certos meios ambientes agitados.

Qual sistema de filtragem devo adotar no meu caso?

Antes de iniciar nos sistemas de filtragem atuais vou repassar um pouco do que era utilizado há alguns anos atrás.

Filtro biológico de fundo:

Bastante utilizado nos anos 80 e até por alguns aquaristas perdidos no tempo, o filtro biologico de fundo consiste na montagem de placas plásticas com furos ou fissuras, montáveis de modo que preenchia todo o fundo do tanque, uma ou duas dessas placas eram adaptadas torres que seguiam verticalmente até próximo da lâmina d´agua e eram instaladas bombas ou mangueiras que levavam ar a uma pedra aeradora no fundo dessa torre, esse ar era bombeado por compressores compactos porém barulhentos, o silêncio de uma casa as 02:00 da manha era quebrado por ele, terrível e por fim, uma camada de cascalho.

O sistema consistia no sifonamento constante da água, empurrando partículas mais pesadas para o fundo do tanque de modo que elas fosse sendo depositadas entre essa placa e o vidro. No cascalho e sob as placas haverá o desenvolvimento de bacterias que desempenharão o serviço de filtragem (parte do ciclo do nitrogênio que será discutido no próximo tutorial, já falei isso ehehe). O maior problema que a espessura do cascalho para uma manutenção de bactérias to tipo anaeróbias (que vivem na ausência do oxigênio) era quase que zero, como o selamento não era perfeito, sempre havia presença dele la no fundo e a filtragem era comprometida pela não formação dessas bactérias. Outro problema era o acúmulo de matéria orgânica entre placa e vidro impedindo a sua retirada, fato que mesmo com uma quantidade de bacterias anaeróbias metabolizando substâncias tóxicas, o acúmulo de lixo era inevitável. Todo aquarista de tempos em tempos era orientado a “desmontar” o sistema e lavar todo o tanque e em seguida remonta-lo, eu mesmo fui vítima de aquários com filtro biológico. Uma grande desvantagem do filtro biológico de fundo é que ele não propicia um local adequado para a fixação das bactérias anaeróbicas. O processo de denitrificação (formação de N2 e N2O) não ocorre adequadamente. A médio e longo prazo, o sistema vai acumulando Nitrato (NO3-), que, por ser um excelente nutriente para as algas filamentosas , não deveria existir no aquário de recifes de corais, pois crescem sobre as rochas, sufocando os corais.

Antes de tudo você terá de decidir qual sistema pretende montar: Aquário plantado de água doce ou aquário marinho.

Nos aquários de água doce a filtragem consiste basicamente na explortação e modificação de substancias não aproveitadas e excedentes do sistema. complicou? Vamo lá: Plantas e algas se alimentam da mesma coisa, NPK, nitratos, fosfatos e potassio. Esse é o grande problema, salvo por um pequeno detalhe, o metabolismo das plantas é mais acelerado, por isso são chamadas de vegetais superiores, tiraremos proveito dessa vantagem para equilibrar nutrientes apenas para suprir as plantas enfraquecendo e reduzindo as algas.

Com o desuso dos fiiltros biologicos de fundo uma nova alternativa para filtragens chegou ao mercado e perdura até hoje que são os filtros externos, esses sim possibilitam a “exportação” de nutrientes do sistema e são muito mais fáceis de serem utilizados. Existem alguns modelos de filtros externos, um deles é o filtro externo de suporte ou filtro em cascata, etc. Existem diversos nomes para esse filtro. Consiste em uma caixa com uma bomba embutida nela que puxa água do tanque e passa por um compartimento onde é possível acomodar lã acrílica (para efetuar retenção de particulas grandes como folhas mortas) e carvão ativado (age removendo substancias que causam mal cheiro na água e tornal mais tranparente a água, discutiremos mais embaixo sobre ele). Por serem pequenos, não possibilitam o uso de muitos elementos filtrantes porém o mais bacana é que de tempos em tempos podemos desligar e limpar. Um outro filtro bastante utilizado em aquários maiores são os do tipo cannister, que são baldes que puxam água do tanque e realizam filtragens mecanicas, quimicas e em seguida a água é devolvida ao sistema.

Filtro externo para fixar no vidro

Filtro canister.

Nos aquários marinhos o sistema de filtragem é feito através da exportação de matéria orgânica por um filtro chamado skimmer.

A água do mar acumula em sua superfície proteínas. É possível notar uma espécie de nata sobre a água. Observe que, em uma praia , as bolhas provocadas por uma onda demoram mais para estourar do que na água doce  isso é por causa da tensão superficial aumentada quando agregados matéria orgânica na água, pois o material orgânico é carregado eletricamente e se agarra às moléculas de água. Através dessa observação é que foram desenvolvidos os Skimmers.

Existem vários tipos de Skimmers no mercado. O princípio de funcionamento é sempre o mesmo : Injeção de água com o ar.

Funcionamento:

A água entra no sistema e durante a passagem para o interior do skimmer a injeção de ar acontece. A matéria orgânica “agarra-se” nas moléculas de ar e sobem juntos com o fluxo de água. As bolhas com a matéria orgânica sobem por serem mais leves que a água e a água volta para o aquário mais limpa.

Os Skimmers têm um recipiente onde a sujeira fica acumulada, que é o coletor de espuma/dejetos. Esse recipiente deve ser limpo no mínimo 1 vez por semana, pois o excesso de sujeiras no tubo impede a subida de nova espuma. Você verá que o cheiro desses dejetos é bastante desagradável.

Procure adquirir um Skimmer de boa qualidade. Superdimensione. Se seu aquário tem 500 l, coloque um Skimmer de pelo menos 1.500 l, ou seja, o triplo da capacidade.  Com isso vocês estará evitando um problema mais na frente quando estiver com o funcionamento do aquário a mil.

É claro que, juntamente com o material indesejável, o Skimmer acaba retirando materiais desejáveis do aquário, como iodo, por exemplo. É difícil julgar quais substâncias são retiradas e em qual proporção. Apesar desse fato, os Skimmers devem ser utilizados em nosso aquário e os elementos acrescentados periodicamente.

Existem outros tipos de skimmers com funcionamento diferentes como recirculantes, downcraft, etc. Você poderá dar uma olhada na sessão de artigos marinhos. Na hora de adquirir um Skimmer, é necessário bastante pesquisa, pois sempre existem novidades no mercado.

Resinas removedoras:

As resinas removedoras são substancias utilizadas para remoção química de algum nutriente em excesso no tanque como é o caso do fosfato, nitrato, odores, turvamento da água. O princípio está na “quelação” (associação por afinidade eletroquímica) dessas substâncias. Após algum tempo essas resinas se descarregam e precisam ser substituídas.

Na minha opinião, o uso de removedores de nutrientes é necesario quando há algum desequilíbrio muito grande no sistema pois o melhor de tudo é prevenir que haja esse acúmulo e o cuidado principal está no tratamendo da água que é adicionada no sistema. Tópico a ser discutido mais na frente.

Carvão ativado:

O carvão ativado é utilizado na remoção de odores desagradáveis e ajuda a clarificar a água. Isso acontece a partir da remoção de compostos orgânicos como o fenol muitas vezes produzidos por bactérias. Uma água muito turva irá influenciar na passagem da luz prejudicando o desenvolvimento de plantas e corais.

Sobre o carvão ativo existem diversas opiniões. Sabemos que ele também retira da água elementos essenciais para o bem estar do aquário. No entanto, todos os autores são unânimes em afirmar que o carvão ativo é a única forma de retirar o fenol e a coloração amarelada da água.

O carvão ativo pode ser colocado no sump juntamente com o perlon (abaixo dele), onde o fluxo da água é intenso.

Use meias calça femininas (não pegue de sua esposa, mas compre uma, são baratas), cortando e formando com elas saquinhos. Coloque o carvão ativo, feche a parte superior do saquinho. Lave abundantemente em água corrente (torneira) até que a água que sai do carvão esteja limpa.

Leia as instruções do fabricante quanto ao tempo de vida médio do carvão ativo que você está utilizando para programar as trocas necessárias.

Leia também outras matérias publicadas no forum:

Filtragem I – Conceitos básicos e recomendações

Filtragem II – Tipos de filtros

Filtragem III – Materiais filtrantes e auxiliares

Principio do Skimmer e seu funcionamento

Sobre Denis Costa
Aquarismo Bahia & Sergipe - Forum de Aquarismo

2 Responses to Sistemas de filtragem

  1. jose gonçalves pinto says:

    gostaria de saber como conseguir um filtro com UV,para um lago artificial de 6000L de agua estou construindo lagos mas estou tendo dificuldade para encontrar o filtros,gostaria de saber se vcs pode me ajudar.obrigado….

    • Denis Costa says:

      Ola José Gonçalves!

      Se você é da Bahia ou Sergipe, recomendo a loja Aquarios Estilo em Salvador, se mora em outra região como no suldeste, em São Paulo poderá contar com a Eco Marine e Eco animal que são excelentes, inclusive essas lojas possuem endereços na net e poderá fazer um contato. Recomendo também dar uma pesquisada nas marcas e facilidade para reposição das peças como lampadas e luva de quartzo. Não deixe de dar uma vasculhada nos classificados dos foruns nacionais como Reef Corner que poderá conseguir bons preços também. Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: